Quarta, 29 Maio 2013 14:09

Márcio Ribeiro

Márcio Ribeiro morreu. Assim... do nada, fico sabendo pelo Twitter.

 

Logo busco a última imagem que tive dele em vida.

Era segunda feira e Danilo Gentili havia convocado muitos comediantes para irem até o Comedians e participarem de um video clip divulgando a casa. 

Chegando lá haviam muitos comediantes, todos animados com o encontro, com a possibilidade de divulgar o trabalho, de estreitar os laços com a casa e de aparecerem na tv. Foi uma longa madrugada, de muita risada e idiotices. 

Eu estava bem isolado, não sei... Sempre que muitos comediantes se reúnem isso gera um excesso de piadas e "tiradas" que me incomoda um pouco, gosto de todos que estavam lá, cada um de uma forma diferente, mas quando a gente se junto, é um zona. 

Quando todos saíram para comer e as filmagens nem tinham começado ainda eu entrei novamente e encontrei Márcio sozinho sentado em uma mesa na fileira do meio, observando tudo silencioso. A gente se cumprimenta com um sorriso, um aperto de mão e pronto. Ficamos cada qual na sua observação do mundo.

Logo a galera entra novamente, encontra o Márcio e como netos enchendo o saco do vô sentam em volta da sua mesa e começa a disparar. 

O Márcio sempre que abria a boca cheia de verdades em sem filtro algum enchia os comediantes de gargalhadas. 

Faz tempo que o próprio Márcio e seus colegas brincam sobre sua morte, o próprio nome do seu show era isso "Venha antes que eu acabe". 

Um sorrio pra morte e uma risada pra vida. 

Era realmente uma figura interessante o sr Márcio Ribeiro. Eu não o conhecia muito bem, não posso dizer que era seu amigo, mas com certeza a gente se gostava e se respeitava. Nas vezes em que a gente se encontrou pude ouvi-lo. Adorava ouvir ele e suas histórias e suas experiências e fofocas. Ele tinha um certo carinho no jeito de colocar as coisas. Era uma grosseria sincera e verdadeira, sem frescura que te aproximava dele.

Por mais que no palco a frase mais leve do seu show fosse algo como "cú peludo". Nos camarins da vida, nos bate papos ele se mostrava um homem muito bem articulado, conhecedor da vida, educado e inteligente. 

Houve uma vez em que fizemos um show juntos ali na Av. Ipiranga com a São João, ali mesmo. Era o show do Renato Tortorelli. Nesse show haviam mesas de casais, amigos, bêbados e bem em frente, uma família com dois filhos, meninos entre 7 e 11 anos. Márcio sobe no palco e começa a disparar, conta a história de quando comeu a gorda que parecia uma estante, conta sobre o cú de não sei quem, fala sobre como a mulher tem que chupar seu pau, fala sobre que saco que é cuidar de vó velha no natal e segue nessa linha singela de elogios e observações. De repente o garoto mais novo da mesa se levante e sai em direção ao banheiro. Era um ambiente fechado e todos observaram o trajeto do rapaz, se instalou um certo silêncio enquanto ele saia, uma espectativa de piada ou sei lá. Não por nada, o show ia bem, os pais estavam rindo muito, inclusive as crianças também. Mas quando o menino saiu, a gente sentiu que ia acontecer alguma coisa. Márcio simplesmente esperou, olhou pra platéia, ajeitou as calças e como num desabafo disse "Bom, agora que o muleque saiu eu posso começar contar as pesadas!" E uma explosão de risadas se fez no ar! Um absurdo em pessoa e carisma sr Márcio Ribeiro.

Sei que nessa noite no Comedians, não faz muito tempo, percebi o olhar de Márcio sobre tudo e todos, e um certo orgulho por ele fazer parte daquilo, por ele ser responsável por aquilo estar acontecendo, jovens ganhando a vida com humor em um dos points mais visitados da cidade e cheios de vontade e alegria pela oportunidades que a vida havia mostrado. Isso tudo, não estaria acontecendo sem o Márcio Ribeiro e a gangue "das antigas". 

Ele que subia no palco e sem frescura falava das verdades podres da vida, um verdadeiro bufão moderno que denunciava aquilo tudo que escondemos debaixo do tapete. Tirava o tapete e espalhava pela sala a sujeira te dando duas opções simples, ria ou seja hipócrita! O Márcio era um cara que todos comediantes do stand up admiravam e felizes aqueles que puderam aprender alguma coisa com ele.

Nessa noite do Comedians, lembro de olhar pro lado procurando ele e nada, simplesmente não o vi indo embora do set de filmagem.

Se dissolveu na gargalhada de todos, assim, como uma boa piada.

1 Comentário

  • Link do comentário Carlos Fariello Quinta, 30 Maio 2013 20:58 postado por Carlos Fariello

    Valeu, Fabio, muito legal seu depoimento. Cheguei agorinha do velório do Márcio e o impacto do que aconteceu ainda está muito vivo na gente. Você também é um artista de estilo. Muito bom ver alguém tão jovem com um olhar tão sensível acerca de seus companheiros. Abraços.

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Arquivo de Posts

« Novembro 2017 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30      

Quarta
29
Nov
21:30
Banco Honda Hall - Rua Júlio Diniz, 176 - Vila Olímpia
Quarta
06
Dez
21:30
Banco Honda Hall - Rua Júlio Diniz, 176 - Vila Olímpia
Quarta
13
Dez
21:30
Banco Honda Hall - Rua Júlio Diniz, 176 - Vila Olímpia

  • 15.06.17
    Curso de improvisação e mímica com Fábio Lins. Solte sua imaginação e agarre sua criatividade. Curso voltado para atores e não atores.  Próxima... [Ler mais]
  • 15.06.17
    DESCUBRA SEU BOM HUMOR  Gostaria de desenvolver sua criatividade? Perder a timidez? E que tal se divertir muito enquanto cresce como artista? Para interessados... [Ler mais]
  • 24.10.15
    Política?   Muita gente reclama que os comediantes não são politizados. E se você acha que a maioria dos comediantes só fala merda, hoje eu vou... [Ler mais]
  • 18.07.13
    No programa, estudos e vivência de Improvisação, Interpretação e Teatro Físico e Mímica. Publico-alvo: atores e não-atores interessados em conhecer... [Ler mais]
  • 24.06.13
    Parece mesmo que em 2013 começou um novo mundo, pelo menos para o Brasil.
    E assim como tudo que nasce, há muita vida, espontaneidade e muito aprendizado.... [Ler mais]
  • 30.05.13
    DOMINGO Dormindo, o casal é desperto pelo alarme do celular, que bate um sino irritante. O homem estica o braço preguiçoso, alcança o aparelho com... [Ler mais]
  • 29.05.13
    Márcio Ribeiro morreu. Assim... do nada, fico sabendo pelo Twitter.   Logo busco a última imagem que tive dele em vida. Era segunda feira e Danilo... [Ler mais]
  • 28.05.13
      Ator criador, Fábio se formou como ator estudando teatro físico e de improvisação. Formado como ator em Curitiba, atua dês de os 13 anos.  Como... [Ler mais]
  • 14.01.13
    1. Gostaria de falar sobre AEROPORTO. Essa palavra já é estranha, né? “Aero”, ok! Remete a “avião”. Agora, “porto”? O avião não pousa... [Ler mais]
  • 01.12.12
      História de amor mais famosa do mundo? Romeu e Julieta! 

    Um playboy emo e uma mimada depreciva. 
    Ele é filho do dono da Coca,... [Ler mais]
  • 23.11.12
      Estive na Argentina 5 dias e vi 4 passeatas diferentes. Lá o clima esta tenso, achei o povo na maioria grosso, chato. A coisa ta feia. O dinheiro... [Ler mais]
  • 09.10.12
    Já faz mais de um ano que sai de casa... Puxa vida mãe, estou emocionado. O tempo passa, pensa bem, seu mais novo está agora com 26 anos!... [Ler mais]
  • 08.01.12
    Chego na megalópole São Paulo. Nessas viagens tenho aprendido a dormir de forma minimamente confortável em cadeiras confrontáveis e cada vez mais adquiro... [Ler mais]
  • 08.01.12
    Como a gente fala coisa sem nexo, né? A que a gente mais fala é “Oi, tudo bem?” É impossível estar tudo bem, mas  falar isso já é tão batido... [Ler mais]
Loading..